Planos e metas para o ano, que tal traçar as suas?

  • Artigo publicado em: 9 fevereiro, 2015
  • Categorias:
Para alguns parece que foi há meses, mas há pouco mais de 1 mês estávamos comemorando a virada de ano. É muito comum no réveillon cada um fazer uma reflexão de como foi o ano que passou. Mais comum ainda é criar promessas e metas pessoais para o ano que está se iniciando. 



Se você tiver dificuldade em enxergar as metas ao longo dos meses, divida o ano em quatro trimestres. Assim as metas ficam com um prazo mais curto de resolução, e as vitórias serão mais palpáveis. Sim, temos que comemorar cada vitória. 

– Promessas:

Deixa eu sintonizar aqui a minha bola de cristal, vamos ver: 
– você prometeu fazer exercícios físicos regularmente em 2015; prometeu emagrecer até entrar naquele jeans de 5 anos atrás; prometeu melhorar a alimentação; prometeu parar de fumar…acertei alguma?


As que citei são as mais comuns, praticamente todos nós nos preocupamos com nossa saúde e bem estar, em partes sabemos quando estamos negligenciando estes aspectos. Se você parou de fumar, parabéns é uma vitória pessoal. Se você começou a praticar atividades físicas, ótimo, continue assim! Se você melhorou a sua alimentação, maravilha!! O mais importante é não perder o foco das suas promessas e acordos pessoais. Manter-se conectado consigo mesmo e seguir firme com os propósitos.

Outro ponto interessante para a educação emocional neste início de ano é aprender a lidar de maneira consciente com o dinheiro. Que tal fazer uma caixinha de férias? Sabe aquele dinheiro que você estava gastando com algo supérfluo? Que tal investir nas suas férias?? O bom e velho cofrinho é uma maneira de ensinar os pequenos a poupar, mas também pode servir de incentivo para nós adultos nos planejarmos financeiramente.



Tudo vai depender da sua disponibilidade de poupar. Por exemplo: uma caixinha de R$25 por semana pode render R$ 1300,00 no final do ano. Dá ou não vontade de poupar? São 52 semanas no ano, coloque o quanto está disposto a poupar e vá em frente. É preferível começar devagar, poupando menos,  para não desistir no meio do caminho.



A partir desta questão do aprender a poupar, podemos traçar uma analogia a praticamente tudo o que fazemos no nosso dia a dia. Atividades físicas, alimentação saudável, lazer, leitura, são todos investimentos em quem é a pessoa mais importante deste mundo: VOCÊ!

Tenham uma excelente noite!!

Leonardo Fd Araujo CRP 08/10907
Psicólogo e Coach
Tel: 3093-6222

Rua Padre Anchieta, nº 1923, sala 909
Bigorrilho – Curitiba

Comentários

comentários