Life-2BCoaching-2BLeonardo-2BFd-2BAraujo-2BPsicologo-2Be-2BCoach-2Bem-2BCuritiba

Coaching de vida? Para que serve?

  • Artigo publicado em: 26 janeiro, 2017
  • Categorias:

 

 
Quando falamos de Coaching de vida ou Life Coaching, estamos tratando aqui questões relacionadas à vida prática do Coachee, como por exemplo a rotina diária. Neste espaço temos a possibilidade de trabalhar diretamente com as habilidades para este fim. Desde um propósito de uma melhor organização da vida diária até uma mudança de rotina, são questões que podem ser abordadas neste nicho. 
 
O Coaching de vida é um processo estruturado com começo meio e fim. Para tanto, temos uma diversidade de ferramentas, técnicas elaboradas e um Coach credenciado e habilitado para desenvolver o trabalho, sempre com o direcionamento voltado ao objetivo do Coachee. O acompanhamento contínuo é um ponto importante do Coaching de vida, uma vez que o processo não conta com terceiros, os participantes são apenas o Coach e o Coachee. Através de um planejamento prévio, o Coach pode lançar mão de diversas abordagens que visam aprimorar potencialidades do cliente, visando o seu crescimento e o encontro com a “melhor versão de si mesmo”. É um processo cujo cerne está em tornar o cliente mais motivado, e até mais preparado para tomar as rédeas de sua vida, e junto a isso atingir o seu estado desejado. No Coaching de vida a preocupação com motivações anteriores ou vida pregressa acaba tendo uma importância bastante reduzida. O maior interesse está no foco no futuro, no objetivo específico e delimitado. Por isso a vida pregressa acaba tendo menor importância. A ideia é que a cada sessão o cliente esteja mais perto de atingir o seu objetivo, que saia com tarefas e ideias de como, quando, onde e por que realizar determinada meta. 
 
Desta forma, o Coaching de vida é direcionado a pessoas que conseguem dar razoável a bom prosseguimento em suas vidas, mesmo que aja algum nível de sofrimento envolvido. É importante ressaltar determinadas questões técnicas, pois passamos por um limiar muito tênue entre Coaching e Psicoterapia. Neste e em outros nichos o Coach deve primar pela delimitação do objetivo do cliente e aplicar ferramentas e técnicas que o auxiliem a identificar quais são suas metas. Encorajar o Coachee a utilizar ao máximo o seu potencial latente e suas competências. Sendo assim, estaremos auxiliando no desenvolvimento de habilidades comportamentais, sempre voltadas para metas estabelecidas com o Coachee. E claro, como já dito, o foco estará direcionado ao futuro, ao objetivo de nosso cliente.
 

É importante, porém, ressaltar um pouco mais a importância de conhecer os limites da prática do Coaching, em pesquisas realizadas por Green, Oades e Grant (2006) e por Spence e Grant (2005) levantaram que na população estudada, de 25% e 50% das pessoas que procuraram um Coach para realizar um processo de Coaching de vida  apresentavam níveis significativos de psicopatologia. Este dado é preocupante e levanta diversas questões éticas, pois há sim uma parcela do público que não é indicada a ser atendida por um Coach que não seja Psicólogo. 

Este é mais um diferencial que lhes apresento, por possuir formação nas duas áreas: Psicologia e Coaching, é possível oferecer um serviço com muito mais qualidade e de forma personalizada. Quem me procura para realizar um processo de Coaching primeiro passa por uma avaliação. Nesta, o cliente tem a possibilidade de apresentar a sua demanda, conhecer melhor os meus serviços e ainda é possível perceber se seu caso é para Coaching ou Terapia. Só após a avaliação inicial é que damos início ao processo.

Dúvidas ou sugestões, fique à vontade para comentar!


Fontes: 
Green, L. S., Oades, L. G., & Grant, A. M. Cognitive-behavioural, solutionfocused life coaching: Enhancing goal striving, well-being and hope. Journal of Positive Psychology, 1, 142-149. 2006.

Spence, G. B.; Grant, A. M. Individual and group life-coaching: Initial findings from arandomised, controlled trial. In: M. Cavanagh, A. M.; Grant T. Kemp (Eds.). Theory, research and practice from the behavioural sciences. V. 1, p.143–158. 2005.
Leonardo Fd Araujo CRP 08/10907
Psicólogo e Coach
Tel: 3093-6222Rua Padre Anchieta, nº 1923, sala 909
Bigorrilho – Curitiba

Comentários

comentários