Fechando 2017 com chave de ouro e planejando o seu 2018!

  • Artigo publicado em: 11 dezembro, 2017
  • Categorias:

Quando dezembro desponta no horizonte, uma coisa é certa, o ano está chegando ao fim. Com isso um misto de sentimentos começa a aparecer. Para algumas pessoas o clima é de fim de feira, contando os minutos para o ano acabar logo. Para outras é um momento cheio de possibilidades a serem aproveitadas.

O fato é que, muitas vezes, não nos damos conta de quanto de investimento pessoal e emocional fizemos no decorrer do ano. E fiquem tranquilos, é perfeitamente comum termos a ideia de que “não consegui fazer nada esse ano”. Pode ser um pouco de autosabotagem ou excesso de autocrítica, mas será que o seu ano foi tão ruim assim?

A minha proposta neste artigo é convidar você a mudar esse cenário, topa?

Vamos pensar um pouco em como funciona a carreira de um atleta. O ano é dividido entre treinamentos e competições. Quando o seu desempenho chega a um alto nível, o atleta ganha uma recompensa: um troféu ou medalha. São símbolos máximos do esporte, o reconhecimento público diante de todo o esforço que o atleta se submeteu para atingir esse nível de treinamento.

– Mas Leonardo, o que isso tem a ver comigo? Eu explico:  em nossa vida, também treinamos e competimos, várias vezes. A diferença é que, quando atingimos um nível alto, ou simplesmente concluímos uma meta importante, nem sempre há o reconhecimento público. Portanto, é importante que nós mesmos façamos esse processo. Não estou falando para você correr e comprar um troféu por que atingiu uma meta, mas sim da importância de que você reconheça que o seu esforço foi importante para atingir o seu objetivo.

O atleta tem uma parede de troféus e medalhas em casa, mas e nós? Você pode sim criar a sua própria parede com as suas conquistas. Conseguiu uma promoção no trabalho, que tal comprar um enfeite novo para sua mesa para que você sempre se lembre disso? Terminou de pagar as prestações de sua casa? Você pode fazer uma festinha em família para marcar a ocasião. São exemplos práticos de como colocar “troféus e medalhas” em nosso cotidiano.

Vamos lá. Estou oferecendo a você duas ferramentas de coaching que desenvolvi para trabalhar o fechamento de 2017 e para fazer o planejamento de 2018. Ah, e o melhor: são gratuitas! Então eu convido você a criar a sua própria parede de troféus, figurativamente é claro. Clique no link no final do artigo e baixe o arquivo,  imprima e podemos começar!

A primeira ferramenta é “Minha parede de troféus de 2017” | aqui você vai trabalhar as suas conquistas e desafios que aconteceram no decorrer deste ano. A segunda ferramenta é “Como será o meu 2018!” | aqui iremos trabalhar quais serão as metas para o ano que irá começar. Perceba que dividi as metas em três grupos: curto, médio e longo prazo. Como sugestão para começar, vá direto nas metas de curto prazo e comece por aquilo que está mais próximo de ser atingido.

O motivo disso é simples. Aquilo que está mais “no jeito” de ser concluído irá te animar a continuar com as outras metas mais complexas. Coloquei quatro metas por grupo, para começar está excelente. Se a sua lista ficar muito maior do que isso, cuidado, pois as chances de você se perder no caminho serão grandes. Convido você a baixar as ferramentas e aproveitar o momento para fechar o seu ano de 2017 e planejar objetivamente o ano de 2018 que está para começar. Clique na imagem abaixo e faça o download.

Duvidas, críticas e sugestões? Estou aqui para te ajudar. Pode me enviar um e-mail: atendimento@psicologoemcuritiba.com.br ou me mandar um Whats 41 – 9.9643-9560.

Até breve e boas festas!

Leonardo Fd Araujo | Psicólogo e Coach | CRP 08/10907

Comentários

comentários