Pesquisadores brasileiros identificam células responsáveis pela formação da memória

Uma notícia que nos enche de orgulho. Um grupo de pesquisadores do Instituto do Cérebro da UFRN, juntamente com pesquisadores suecos, publicaram avanços nos estudos da memória. 
 
Segundo o professor Richardson Leão, tais avanços irão no futuro auxiliar o tratamento do mal de Alzheimer, epilepsia e esquizofrenia. Os pesquisadores descobriram que as células responsáveis pela formação da memória são sensíveis à nicotina. O desafio agora será criar uma terapia medicamentosa sem os efeitos nocivos da substância.
 
Meus parabéns ao professor Richardson e aos colegas do Instituto do Cérebro pela descoberta!
 
Foi notícia no Jornal Hoje de 10/10/12
 
 
 
 

Leonardo Fd Araujo
Psicólogo em Curitiba CRP 08/10907
Terapia | Terapia Online | Coaching | Palestras
psicologoemcuritiba.com.br
Atendimento presencial e online
Bigorrilho, Curitiba – PR

LYMP Design