Namorar e se masturbar é normal? – Coluna do Leitor

  • Artigo publicado em: 9 outubro, 2014
  • Categorias:
Recebi o seguinte e-mail com uma dúvida, vamos a ela:
 
 
“Olá Leonardo. Tenho uma namorada há 2 anos. De uns tempos para cá, comecei a me masturbar com mais frequência do que antes, principalmente assistindo filmes eróticos. Minha namorada não gosta e diz que isso é um absurdo, que é uma traição. Nós transamos de vez em quando, mas mesmo assim eu sinto vontade de me masturbar e ver filmes. Isso é normal?”
 
J.M.V. 25 anos, homem
 
 
Olá J.M.V.,
 
É perfeitamente normal se masturbar, mesmo tendo um relacionamento estável. Assim como também é normal que o homem tenha mais desejo por consumir pornografia. Existe um componente inerente a homens e mulheres, chama-se libido. Pode-se dizer que a libido é a “energia mental” que nos move. Podemos direciona-la para a sexualidade ou ainda para outros aspectos de nossas vidas, como os estudos ou carreira. 
 
Essa energia fica represada e em alguns momentos precisa ser utilizada. Por mais que você tenha seu cotidiano repleto de afazeres, fica parecendo que algo ainda está faltando. Aqui que entra o desejo sexual. Pela sua idade, seus hormônios estão em níveis altos, está em plena atividade reprodutiva, nada mais natural pensar mais em sexo do que antes.
 
A resposta sexual do homem funciona de maneira diferente da mulher. Os homens tendem a serem mais visuais, talvez essa seja uma explicação de o homem gostar mais de pornografia do que a mulher. O primeiro estágio da resposta sexual, a excitação, é vivenciado de maneira plena tanto na masturbação quanto no ato sexual.
 
A masturbação também é uma prática sexual, individual, mas não deixa de ser uma. O corpo é seu e só você sabe como fazer para lidar de maneira mais saudável e satisfatória com ele. Há homens que se masturbam para relaxar, para conhecer melhor o seu corpo ou ainda para “equilibrar” a libido e durar mais durante uma transa. A masturbação, desde que com um intervalo de tempo, pode ser uma grande aliada para quem tende a chegar ao orgasmo muito rápido durante a transa. 
 
O que é muito comum, em casos como o seu, é que a parceira fantasie não ser “boa o suficiente” para o parceiro. Isso pode gerar um sentimento de culpa, ciúme e ainda de raiva por não entender ao certo o que está acontecendo. “– Eu faço tudo por ele, por que é que ele ainda precisa ver pornografia?”.
 
A única ressalva seria com relação ao excesso. Masturbar-se várias vezes ao dia pode acabar se tornando um comportamento compulsivo. Acontece com alguns homens deste comportamento tomar lugar do “real” e os relacionamentos ficarem de lado. Nestes casos a ligação da masturbação com a pornografia acaba tomando um espaço considerável no cotidiano. Se esse for o seu caso, informe-se ou busque auxílio profissional. 
 
Converse com sua namorada! Tenho certeza que vocês tem tudo para chegar a um consenso sobre o assunto.
 
Obrigado pela participação!
 
Tenha uma ótima tarde!

Quer conversar comigo e entender melhor o que pode estar acontecendo? Já pensou em fazer terapia online e cuidar da sua saúde emocional? Entre em contato pelo meu Whatsapp: 41 – 9.9643-9560

 
Participe da Coluna do Leitor! Envie sua questão para atendimento@psicologoemcuritiba.com.br . Seu nome e seus dados serão mantidos em sigilo absoluto! A sua dúvida pode virar um artigo e ser publicada aqui no meu site!
Leonardo Fd Araujo
Psicólogo em Curitiba CRP 08/10907
Terapia | Terapia Online | Coaching | Palestras
psicologoemcuritiba.com.br
Atendimento presencial e online
Bigorrilho, Curitiba – PR

LYMP Design