Artigos marcados com a categoria: Psicologia

Cinco benefícios do exercício para uma mente mais clara

  • Artigo publicado em: 15 junho, 2015
  • Categorias:
A maioria das pessoas se sente bem depois de correr ou mesmo fazer uma caminhada leve. Há várias hipóteses, levantadas pela ciência e pelo senso comum, que explicam esse fato: o exercício físico ajuda a “esquecer” pequenas frustrações diárias, reduz a tensão muscular e estimula a produção de endorfinas. Mas talvez a maior razão de nos sentirmos tão bem quando o coração bate mais rapidamente e bombeia sangue por todo o corpo é que isso ativa o cérebro e seus intrincados circuitos – o que, segundo estudos recentes, é o maior benefício do exercício físico. O desenvolvimento de músculos e o condicionamento do coração e dos pulmões podem ser considerados apenas efeitos colaterais diante do potencial que a atividade física tem de nos tornar mais bem-humorados e com maior facilidade para raciocinar.
 
Bikeriderlondon/Shutterstock
Alguns benefícios da atividade física para o cérebro:
 
1. Previne acidente vascular cerebral
O aumento da capacidade cardiorrespiratória reduz a pressão sanguínea do corpo em repouso, o que diminui o risco de acidentes vasculares cerebrais (AVC). A movimentação sintetiza proteínas, como o fator de crescimento endotelial vascular (VEGF, na sigla em inglês), que estimula a produção de células endoteliais, que compõem o revestimento interno de vasos sanguíneos, tornando-os mais resistentes. O exercício desencadeia também a liberação do gás óxido nítrico, que dilata os vasos para permitir a passagem de um maior volume de sangue.
 
2. Reduz risco de demência
Pesquisadores do Instituto Karolinska, na Suécia, acompanharam 1.173 pessoas com mais de 75 anos por quase uma década. Nenhuma delas tinha diabetes, mas as que possuíam altos níveis de glicose apresentaram uma probabilidade 77% maior de desenvolver Alzheimer. Conforme envelhecemos, os níveis de insulina caem e a glicose tem mais dificuldade para chegar às células e abastecê-las. O excesso de glicose não absorvida cria resíduos nas células, como os radicais livres, que danificam os vasos sanguíneos, colocando-nos em risco de desenvolver Alzheimer. No organismo em equilíbrio, a insulina age contra o acúmulo de placas amiloides, mas seu excesso contribui para o aumento das placas e para a inflamação, danificando os neurônios ao redor.
 
3. Melhora o humor
A maior produção de neurotransmissores, como a serotonina, e o aumento do número de sinapses previnem a atrofia do hipocampo, associada à depressão e ansiedade. Vários estudos relacionam a prática de atividade física regular à melhora do humor. Além disso, exercícios ao ar livre ou mesmo na academia de ginástica são boa oportunidade para interagir socialmente e fazer novos amigos; as relações sociais são importantes para a manutenção do humor e da autoestima, principalmente depois dos 60 anos.
 
4. Aumenta a motivação
A atividade física ativa a produção de dopamina, neurotransmissor responsável pelas sensações de prazer e motivação. Iniciar um programa de exercícios, aliás, é um desafio que demanda planejamento e autocontrole.
 
5. Promove a neuroplasticidade
Atividades aeróbicas fortalecem as conexões neuronais e estimulam as células-tronco recém-nascidas a se dividir e se transformar em neurônios funcionais no hipocampo, o que previne o atrofiamento dessa área do cérebro relacionada à memória. Um cérebro ativado pelos exercícios favorece a neuroplascidade e a neurogênese, que é a formação de novos neurônios.
 
Leonardo Fd Araujo
Psicólogo em Curitiba CRP 08/10907
Terapia | Terapia Online | Coaching | Palestras
psicologoemcuritiba.com.br
Atendimento presencial e online
Bigorrilho, Curitiba – PR

Tragédia da Germanwings / Depressão: não sofra em silêncio !

  • Artigo publicado em: 27 março, 2015
  • Categorias:
 
Essa semana o mundo ficou assombrado com o acidente envolvendo um A320 da Germanwings. 
 
Até o momento, as investigações apontam que o copiloto se trancou na cabine e derrubou o avião. Ainda nestas investigações, está sendo levantada a hipótese de que ele sofria de depressão e que inclusive estava com uma licença médica para afastamento do trabalho.
 
O fato é que a depressão é um grave problema de saúde pública, e quem sofre deste transtorno precisa de ajuda. Se você conhece alguém que esteja passando por esse problema, estenda a sua mão, ajude. O seu gesto pode salvar uma vida!
 
Assista ao video abaixo com o meu comentário sobre o assunto.
 
 
Tenham um ótimo final de semana!
Leonardo Fd Araujo
Psicólogo em Curitiba CRP 08/10907
Terapia | Terapia Online | Coaching | Palestras
psicologoemcuritiba.com.br
Atendimento presencial e online
Bigorrilho, Curitiba – PR

Indisciplina dos filhos e mau comportamento dos pais / Escolas linha dura dos EUA

  • Artigo publicado em: 9 março, 2015
  • Categorias:
 
Foi ao ar ontem pelo Fantástico, a segunda matéria mostrando como alguns pais estão optando por mandar os filhos para “Escolas linha dura” nos Estados Unidos. 
 
Recebi alguns e-mails de leitores pedindo a minha opinião à respeito, foi então que decidi fazer um “video-post”.
 
Elogios, críticas e sugestões, deixem o seu comentário!
 
 
Tenham uma ótima semana!!

Leonardo Fd Araujo
Psicólogo em Curitiba CRP 08/10907
Terapia | Terapia Online | Coaching | Palestras
psicologoemcuritiba.com.br
Atendimento presencial e online
Bigorrilho, Curitiba – PR

As tensões nossas de fim de ano

  • Artigo publicado em: 15 dezembro, 2014
  • Categorias:
Quem nunca percebeu como o final de ano é uma época tensa? Por que será?
 
Todos os anos recebo queixas de pacientes relatando estresse, ansiedade, dificuldades de concentração. São sintomas genéricos, porém se encaixam de maneira particular em cada caso. Nesta época do ano, final de novembro e começo de dezembro, tais queixas costumam se intensificar. Tudo vai depender de como a pessoa está encarando sua jornada de 01 de janeiro até aqui.
 
Acontece um pouco como se estivéssemos nos equilibrando em cima de um muro. Do lado de cá 2014, do lado de lá 2015. Este é um momento de reflexão sobre tudo o que fizemos durante o ano. Levantamos nossos acertos, erros, omissões, falhas, enfim fazemos um balanço. 
 
Tudo o que aconteceu no ano, coisas boas e ruins, pesam e muito neste balanço. O ponto que considero importante é observar que certas coisas boas podem e devem ser mantidas e ampliadas em 2015. Ao passo que algumas ruins se esgotam em 2014 e outras, infelizmente, terão que ser levadas junto e administradas para o próximo ano.
 
Esta ilustração é simbólica e reflete o momento que estamos vivendo. Precisamos, acima de tudo, buscar forças para reconhecer os nossos erros e acertos, e pular de maneira firme para o lado de 2015. Só assim continuaremos firmes nossa jornada. Caso contrário, ficamos presos no ano que se foi, deixando de viver o que está em curso.
 
O ano novo também tem uma conotação de renovação e libertação. Aproveite esta data e escolha o que você quer renovar e o que você não quer mais na sua vida. 
 
Que tal aproveitar esses últimos dias de 2014 para refletir sobre estas questões? 
 
Tenham uma ótima semana!
Leonardo Fd Araujo
Psicólogo em Curitiba CRP 08/10907
Terapia | Terapia Online | Coaching | Palestras
psicologoemcuritiba.com.br
Atendimento presencial e online
Bigorrilho, Curitiba – PR

Namorar e se masturbar é normal? – Coluna do Leitor

  • Artigo publicado em: 9 outubro, 2014
  • Categorias:
Recebi o seguinte e-mail com uma dúvida, vamos a ela:
 
 
“Olá Leonardo. Tenho uma namorada há 2 anos. De uns tempos para cá, comecei a me masturbar com mais frequência do que antes, principalmente assistindo filmes eróticos. Minha namorada não gosta e diz que isso é um absurdo, que é uma traição. Nós transamos de vez em quando, mas mesmo assim eu sinto vontade de me masturbar e ver filmes. Isso é normal?”
 
J.M.V. 25 anos, homem
 
 
Olá J.M.V.,
 
É perfeitamente normal se masturbar, mesmo tendo um relacionamento estável. Assim como também é normal que o homem tenha mais desejo por consumir pornografia. Existe um componente inerente a homens e mulheres, chama-se libido. Pode-se dizer que a libido é a “energia mental” que nos move. Podemos direciona-la para a sexualidade ou ainda para outros aspectos de nossas vidas, como os estudos ou carreira. 
 
Essa energia fica represada e em alguns momentos precisa ser utilizada. Por mais que você tenha seu cotidiano repleto de afazeres, fica parecendo que algo ainda está faltando. Aqui que entra o desejo sexual. Pela sua idade, seus hormônios estão em níveis altos, está em plena atividade reprodutiva, nada mais natural pensar mais em sexo do que antes.
 
A resposta sexual do homem funciona de maneira diferente da mulher. Os homens tendem a serem mais visuais, talvez essa seja uma explicação de o homem gostar mais de pornografia do que a mulher. O primeiro estágio da resposta sexual, a excitação, é vivenciado de maneira plena tanto na masturbação quanto no ato sexual.
 
A masturbação também é uma prática sexual, individual, mas não deixa de ser uma. O corpo é seu e só você sabe como fazer para lidar de maneira mais saudável e satisfatória com ele. Há homens que se masturbam para relaxar, para conhecer melhor o seu corpo ou ainda para “equilibrar” a libido e durar mais durante uma transa. A masturbação, desde que com um intervalo de tempo, pode ser uma grande aliada para quem tende a chegar ao orgasmo muito rápido durante a transa. 
 
O que é muito comum, em casos como o seu, é que a parceira fantasie não ser “boa o suficiente” para o parceiro. Isso pode gerar um sentimento de culpa, ciúme e ainda de raiva por não entender ao certo o que está acontecendo. “– Eu faço tudo por ele, por que é que ele ainda precisa ver pornografia?”.
 
A única ressalva seria com relação ao excesso. Masturbar-se várias vezes ao dia pode acabar se tornando um comportamento compulsivo. Acontece com alguns homens deste comportamento tomar lugar do “real” e os relacionamentos ficarem de lado. Nestes casos a ligação da masturbação com a pornografia acaba tomando um espaço considerável no cotidiano. Se esse for o seu caso, informe-se ou busque auxílio profissional. 
 
Converse com sua namorada! Tenho certeza que vocês tem tudo para chegar a um consenso sobre o assunto.
 
Obrigado pela participação!
 
Tenha uma ótima tarde!

Quer conversar comigo e entender melhor o que pode estar acontecendo? Já pensou em fazer terapia online e cuidar da sua saúde emocional? Entre em contato pelo meu Whatsapp: 41 – 9.9643-9560

 
Participe da Coluna do Leitor! Envie sua questão para atendimento@psicologoemcuritiba.com.br . Seu nome e seus dados serão mantidos em sigilo absoluto! A sua dúvida pode virar um artigo e ser publicada aqui no meu site!
Leonardo Fd Araujo
Psicólogo em Curitiba CRP 08/10907
Terapia | Terapia Online | Coaching | Palestras
psicologoemcuritiba.com.br
Atendimento presencial e online
Bigorrilho, Curitiba – PR
LYMP Design